Preconceito e acolhimento

Ederson (Dentinho) e Pr. Daniel

Imagino que nós brasileiros e em especial a grande maioria dos evangélicos, sejamos, em alguma medida, um tanto quanto preconceituosos.
Lembro-me de que quando eu tinha meus cerca de 20 anos, na igreja que frequentava na época, recebemos um pastor missionário sueco.
Este sueco, que já falava muito bem o português, tinha um sorriso contagiante e transmitia o evangelho de forma poderosa e sincera.
Mas o que ocorria era que ele tinha cabelos longos e o pastor da nossa igreja (que era sogro dele) insistiu para que ele cortasse os seus cabelos e evitasse a barba.
Me lembro que o sueco respeitosamente acatou a recomendação, mas não conseguiu entender o motivo pois em sua cultura, cabelos e barba são coisa muito pessoais e particulares, ninguém em sua cultura se atreveria a impor algo a esse respeito.
Pois bem, eu vejo exatamente dessa maneira, nós somos muito mal educados e autoritários quando desejamos impor aos outros algo que absolutamente não nos diz respeito.
Nosso pastor por certo era um homem de Deus e zeloso para com todos nós, todavia quaisquer que fossem os motivos, tais o de que os jovens da igreja resolvessem seguir aquele padrão, por exemplo, não justificavam julgarmos que o sueco seria menos cristão por usar cabelos longos e barba.
Precisamos acolher o diferente com amor e respeitar o seu próprio espaço, pois ninguém poderia dizer que Jesus teria ensinado o contrário disso.
Ilustro este artigo com a foto do meu querido amigo Ederson, conhecido como “Dentinho”, pois é assim que ele gosta de ser chamado, pelo apelido carinhoso com que todos o conhecem como Tatuador.
Dentinho tem o direito de se vestir e de se tatuar como queira, inclusive em seus olhos, isso jamais tornaria a sua alma menor ou o seu coração inferior ao meu ou ao seu querido leitor.
Deus o Criador e Pai das Luzes vê a verdadeira luz interior que todos carregamos.
Carecemos de tolerar mais, acolher mais, respeitar mais.
Precisamos enxergar as pessoas com o olhar que Jesus teria por meio de nós,l é o desafio.
A ação social nos impõe este tipo de conduta e pensamento para com todas as pessoas com as quais venhamos a nos relacionar.
Podemos ser diferentes e ter nossas próprias escolhas, e como é bom sermos respeitados e amados.
Por que seria tão difícil ver o outro da mesma forma?
Pr. Daniel Ferreira

Gostou deste Post, veja também estes...

Como surgiram os Hospitais que conhecemos hoje by Pr. Daniel Ferreira on December 14th, 2017
Como surgiram os Hospitais que conhecemos hoje O hospital foi uma criação da cristandade, na Europa Medieval e na Idade Média.

Atuação na Capelania Hospitalar by Pr. Daniel Ferreira on June 14th, 2017
Semana passada, estive na UTI do Hospital da Vila Alpina em visita hospitalar para fazer uma oração por um rapaz de 34 anos, amigo de meu filho mais velho pois, esse rapaz teve um acidente terrível de motocicleta na zona leste de São Paulo e DEUS não deixou que ele morresse ali no local do acidente e foi transportado para esse hospital.

Curso de Capelania em sua Igreja, saiba como. by Pr. Daniel Ferreira on March 13th, 2017
Por que um Curso de Capelania se faz necessário? 1 - Para inspirar e motivar as pessoas que desejam exercer o ministério cristão fora das igrejas (hospitais, prisões, escolas, empresas, quarteis, repartições públicas, etc.

Manual de Acessibilidade para Igrejas by Pr. Daniel Ferreira on September 30th, 2016
O convívio com pessoas especiais em diversos tipos de ambientes me fez observar como estas pessoas são tratadas no ambiente da igreja, e em especial nas igrejas evangélicas.

Curso de Clown (palhaço) by Pr. Daniel Ferreira on March 28th, 2017
Faz alguns anos eu participei de um curso de Clown com o meu amigo e irmão Gilvan Garcelan, foi uma experiência muito agradável e me enriqueceu bastante.

Related Posts with Thumbnails

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*